sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Impacto de um pai na vida de um filho

Ontem foi dia de reunião de pais da escola dos miudos e a reunião começou com uma apresentação de uma psicologa sobre a necessidade de brincar e terminou com este video maravilhoso. Confesso que quase me caiu a lagrimita do canto do olho mas controlei-me, se não ainda pensavam que era maluquinha por chorar por dá cá aquela palha. A verdade é que me comoveu e como gosto de partilhar o que me comove, ora tomem lá.


terça-feira, 20 de setembro de 2011

O novo Portal de Gémeos

Aqui há 1 ano atrás lembram-se de ter divulgado um portal de gémeos. Achei que fazia falta um local onde se reunisse toda a pouca informação que existe e assim foi. Pedi ajuda ao meu mano para fazer o site e rapidamente coloquei em pratica o meu plano. Mas, como tudo na vida, há coisas que infelizmente são demais para nós e este portal foi uma dessas coisas. Sozinha eu não o conseguia manter. O facto de estar feito numa linguagem que implicava estar também dependente do meu irmão para o alimentar também não ajudava e o portal www.gemeosmaisgemeos.com foi caindo por terra. Ele continuava lá, mas fraquinho, quase moribundo.

Eis que de repente, no facebook ganha vida o grupo Mães de Gémeos formado por uma mãe de gémeos residente na França que resolveu dar uma dinamica nova aos grupos já existentes e cada vez menos activos. Este grupo cresceu como nunca visto e teve uma aderencia brutal. Eu fui obviamente uma das aderentes pois estou sempre em cima dos acontecimentos relacionados com os gémeos. Ainda causou algum burburim nomeadamente nas pessoas que frequentavam as outras "casinhas" e que sentiram que as mães deixavam de participar nos cantinhos antigamente existentes para passarem a frequentar facebooks e afins, mas rapidamente se percebeu que inequivocamente era apenas mais uma forma de participação. Não sou adepta de varios grupos com a mesma finalidade e por isso mesmo achei que devia continuar a haver algum sitio que juntasse toda esta informação e grupos existentes. Felizmente, a Marta, administradora do Mãe de Gémeos era da mesma opinião e ao ter conhecimento do moribundo Gemeos Mais Gemeos, perguntou-me se estaria interessada em ressuscitar o Gemeos Mais Gemeos com outra cara. Disse-lhe imediatamente que sim, pois com 2 pessoas a trabalhar no projecto seria muito mais facil levar-mos a nossa avante. O Gemeos Mais Gemeos acabou por morrer e deu vida ao Gémeos e Mais. Começámos a trabalhar na gestão de conteudos e de cada vez que o portal ia ganhando forma, dava-nos mais ideias para continuar. O Gemeos e Mais foi crescendo assim, alimentando-se das nossas inumeras ideias que pareciam nunca mais acabar.

Finalmente em 25 de Julho colocámos online o novissimo portal:



www.gemeosemais.com


Mas as novidades não se ficaram por aqui. Como ideias a turbilhar na nossa cabeça não faltam, havia  alguns pormenores a fazer e a primeira das coisas assim que chegámos a um consenso foi registar o nosso logotipo. Gostámos tanto do nosso logotipo que era impensavel para nós que alguém sabotasse a nossa ideia e antes que isso acontecesse tomámos providencias. E o nosso logotipo é agora um logotipo registado.

Muito mais ideias continuam a bailar nas nossas cabeças. O portal está longe de estar terminado. Alguns textos ainda têm de ser revistos e a linguagem uniformizada pois alimentámos o nosso portal à custa de muita informação estrangeira mas o optimo é inimigo do bom e com calma vamos conseguir chegar à perfeição.

No inicio do proximo ano, se tudo correr bem, estamos a engendrar algo que vai ser uma ajuda tremenda para os pais e familiares de gémeos e mais. Aos amigos, conhecidos e quem me visita, passem a palavra e divulguem o portal porque: Há sempre alguém que conhece alguém que tem gémeos! E eles andam aí e nós queremos saber onde andam.

Em relação à casa

Pois é, não pensem que por estar muito caladinha sobre este assunto que as famosas obras já acabaram. Não. Como sempre imaginei, 2 meses nunca iriam demorar, seria muito mais tempo que isso, mas mesmo o meu "muito mais tempo" superou as minhas piores expectativas, pois estamos praticamente a terminar Setembro e ainda tenho andaimes espalhados no terreno, sacos de cimento, betoneiras, sapatos dos homens das obras e muitas outras coisas que não fazem parte da decoração da casa, espalhados por lá. Por dentro também falta uma grande quantidade de pormenores, que todos juntos não é muito mas é muita coisa. E estamos absolutamente fartos de levar com eles diariamente. Se antigamente eu dizia que eles eram educados e não chateavam muito agora digo o contrário. Há uns antipaticos, mal educados que mandam beatas para o chao sem se importarem com o facto de estar plantada uma recente horta biologica, que partem os mosaicos mesmo em cima da piscina, só falta darem um mergulho nela. Fazem xixi sabe-se lá onde mas imagino pelo cheiro que por vezes sai de certos sitios. Enfim... estamos fartos. O empreiteiro que ao principio parecia ser boa pessoa, pode até continuar a sê-lo mas não deixa de ser um empreiteiro e já sabemos que esta gente anda toda na mesma escola. A minha amiga, que supostamente ia dar conta da obra, por causa de outros compromissos acabou por se ausentar e não dar a atenção devida. E nós sentimo-nos assim, um pouco enganados mas ao mesmo tempo sabendo que não seria melhor com outro qualquer. E é ver os nossos pais e amigos, a dizerem-nos coisas que são obvias para nós, que deviamos ter feito, isto e aquilo e que o J devia ter feito isto e aquilo, mas o facto é que não se fez e nem tinham nada que opinar pois o problema é só nosso e de mais ninguém. E tudo isto é cansativo. Sinceramente estou a AMAR a minha nova casa. Estou a AMAR a nossa nova forma de vida. Mas estou desejosa de ver aquela gente das obras pelas costas com bilhete de só ida.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Outra novidade

Mandei a minha editora, a Smartbook dar uma volta ao bilhar grande. Até agora fui sempre muito educada e mesmo quando não me respondiam as mensagens ou emails tentei nunca mencionar o nome deles e respeitar o mais possivel o nome e a entidade, mas agora chega. Depois de ter dado a entrevista para a revista "A nossa gravidez" que podia ter servido de empurrão para o lançamento do livro e a qual acabei por não aproveitar minimamente, podia ter colocado a capa do livro na revista, chamar pessoas ao lançamento e fazer publicidade gratuita ao livro. Não fiz nada e porquê? Porque apesar das inumeras chamadas e mails nem uma resposta se dignaram a dar. Aguentei, afinal tinha contrato assinado pensava eu. Mas o tempo passava e nada. O editor ignorou-me completamente. Era eu a mandar-lhe mensagens e a ligar e ele sem atender e depois passeava-se pelo facebook como se nada fosse. Eu atacava no facebook e ele mais uma vez nada, era como se eu nem existisse. Aguentei. Aguentei 1 ano e meio, com as pessoas que colaboraram no livro, a perguntarem constantemente, então? Quando é o lançamento? E eu lá explicava que não sabia porque o editor nem se dignava a responder. A uma dada altura acusei-o de falta de respeito por nao responder às minhas mensagens e eis que me responde em tom frio que tudo estava como antes e que o lançamento seria quando houvesse um encontro de gémeos. Eu, WHAT? E sei lá eu quando é que isso pode ser. Agora com a crise, as camaras estão por tudo menos para gastos desnecessários. Vi a ideia do livro a desmoronar-se. Esperei mais uns tempos.

Entretanto, recebo este convite da TVI e voltou tudo à carga. Coincidentemente, uma outra mãe de gémeos lançou um livro sobre a vida dela como mãe de 3 filhos. Assustei-me. Pensei que fosse do género e já me estava a ver ultrapassada, mas depois verifiquei que o livro dela nada tinha a ver com o meu e que ambos se complementavam. Tive então a ideia de contactar a editora dela para ver se teriam interesse no meu livro. Antes e para que não houvesse qualquer questão legal, rescindi formalmente com a Smartbook pois segundo o código dos direitos de autor tenho todo o direito de rescindir caso o livro não seja lançado nos 6 meses subsequentes ao contrato ou entrega do original.

E assim disse Goodbye à Smartbook e Hello a outra cujo nome revelarei logo que tenha novidades mais concretas.

Só para terminar....acham que a Smartbook ficou muito chateada por eu ter rescindido? Eu acho que não, mas acreditem que vai ficar quando vir que o meu livro vai ser um sucesso e que eles perderam estupidamente essa oportunidade. 

Como disse o meu querido editor numa das suas saidas fantásticas no facebook.
Opportunity is missed by most because it is dressed in overalls and looks like work.– Thomas Alva Edison
So true...

Novidades

Ora bem novidades... há... há algumas e outras estão para vir. A primeira das quais foi aquela lá abaixo.

Então aqui há uns tempos fiz um comment no blog do Cocó na Fralda a proposito de pessoas que tinham 3 ou mais empregos. Apesar de considerar que não me inseria exactamente da condição de possuidora de 3 ou mais empregos porque apenas um deles era remunerado, a fotografia era um hobbie transformado em part time e os restantes eu chamar-lhe ia mais de actividades em vez de empregos, dei o meu contacto para o caso de precisarem de mim. Passado um bom tempo, eu diria que mais de um mês, já nem me lembrava do assunto, recebo um email de uma jornalista da TVI do Você na TV a dizer que gostaria de fazer uma reportagem comigo. Demorei um tempo a digerir pois não estava nada a espera. Confesso que achei quando dei o meu contacto que quanto muito seria para fazer uma entrevista para uma revista qualquer. Perguntei por várias vezes se queria mesmo fazer a reportagem comigo pois eu não me considerava assim tão especial e como a jornalista insistiu eu acabei por ceder.

Devo dizer que foi uma experiencia fantástica. Fizeram a reportagem em minha casa, com a famelga toda. Os meus filhos portaram-se como eles proprios, que nem macaquinhos saidos do circo, o meu maridinho que não gosta nada destas exposições também se mostrou orgulhoso de mim e eu, bem eu acho que até me portei bem, não gaguejei muito, só tive de repetir algumas cenas, não disse palavrões nem palavras erradas. Foi muito giro. No dia da reportagem de estudio, conheci o grande Manuel Luis Goucha, uma simpatia, apesar de não ter falado muito com ele. Antes, tive uma agradável surpresa que foi ser maquilhada e penteada por aquelas meninas fantásticas e mágicas da TVI. Fazem verdadeiros milagres. Fiquei absolutamente fascinada e fã. Descobri que, modéstia a parte tenho uns olhos lindissimos e que se eu soubesse, ahhh se eu me soubesse maquilhar assim, ou melhor ainda, se eu tivesse quem me maquilhasse assim todos os dias era uma mulher verdadeiramente feliz. Acho que ficava bem disposta logo pela manhã, coisa que quando acordo é dificil... muito dificil. E pronto, curiosamente não estava muito nervosa. Falei bem com muitos "basicamentes" à mistura, contrariedades dos programas em directo. E toda a gente adorou ver-me. Pus uma quantidade de amigos e conhecidos à frente da TV a ver o Goucha.

E depois só tive pena de não ir aproveitar a make up e penteado para uma grande noite com o meu maridinho, mas o dever de mãe chamava-me bem alto!

Apesar de não ter tido grande retorno nos meus negócios o que não faz mal porque nem foi muito com esse objectivo que fui lá, adorei a experiencia. Muitas pessoas viram o programa e fizeram-se fãs do Doces Olhares e principalmente do portal Gémeos e Mais. Aliás, esse era o meu objectivo principal. Portanto, objectivo concretizado e uma experiencia a repetir logo que me deixarem. :)

Ahhh não posso deixar de fazer referencia à Catarina Almeida, a minha companheira do Você na TV a outra "Super Mulher". A Catarina além de ser uma simpatia, tem um restaurante, uma banca de pão com chouriço e uma lojinha lindissima, a princess pea. Usa umas ilustradoras cque fazem uns desenhos amorosos que a juntar à craitividade da Catarina transforma objectos comuns em autenticas peças de arte. Fiquei fã.

Era uma vez...

Era uma vez uma miuda que se licenciou em gestão.
Era uma vez uma miuda que começou a trabalhar aos 19 anos.
Era uma vez uma miuda que se lançou na carreira financeira em grande força.
Era uma vez uma miuda que gostava muito de escrever.
Era uma vez uma miuda que usava a escrita para transmitir o que lhe vinha na alma.
Era uma vez uma miuda que foi mãe de gémeos.
Era uma vez uma miuda que escreveu um livro sobre gémeos.
Era uma vez uma miuda que achou que tinha jeito para a fotografia.
Era uma vez uma miuda que quis fazer da fotografia um mini negocio.
Era uma vez uma miuda que como "não tinha nada que fazer", ainda aceitou ser TOC da empresa do marido.
Era uma vez uma miuda que fez um portal sobre gémeos com outra amiga.
Era uma vez uma miuda que fez tantas coisas e tão variadas que a chamaram para vir ao Você na TV.

video