quarta-feira, 12 de julho de 2017

Acreditar que somos infinitas possibilidades

Hoje, passado muito tempo, decidi voltar a abrir este meu blog. Dei de caras com o meu ultimo post e sorri. Foi o post que verdadeiramente mudou a minha vida porque foi quando escrevi este post que me deparei pela 1ª vez com a palavra "COACH". E digo mudou a minha vida sem qualquer pudor, pois embora continue no meu trabalho remunerado e a fazer exatamente as mesmas coisas que fazia o ano passado (excepção feita ao ginásio que também sofreu uma mudança, mas disso falei noutro cantinho), sinto que sou neste momento a verdadeira Rita. Esta Rita que sempre esteve cá mas que não sabia bem o que queria e que vivia agarrada a emoções e sentimentos que não faziam parte de si. Foram 42 anos a fazer um caminho que não era o meu. A viver achando que era alguém que nunca fui. A agir como se fosse outra pessoa que não eu. Parece estranho? Para mim as coisas nunca estiveram tão claras nem fizeram tanto sentido como agora. Para tudo existe um motivo, para tudo existe uma razão. Nós podemos ser tão melhores do que somos. Basta para isso, ver para além da nossa bolha. Basta conseguir ver tudo de uma nova perspectiva. Basta abrirmos a nossa mente e deixarmo-nos ir. 

Esta nova Rita não é uma nova pessoa. Esta Rita esteve sempre cá e era visível apenas a um pequeno e restrito grupo de pessoas que conseguiam ver além da minha capa. A minha capa era tão escura, tão opaca que até a mim me impedia de ver como era. Como se visse o mundo através de umas lentes que não eram minhas. Ter percebido isto, teve e está a ter um impacto na minha vida maior do que eu poderia esperar. 

Permitiu-me mudar a minha perspectiva no trabalho sem ter mudado de trabalho.
Permite-me ser uma melhor mãe, sem gritos, mais compreensiva, mais companheira e mais assertiva.
Permite-me ser melhor esposa, mais cuidada, com mais alegria e vontade de amar.
Permite-me ser melhor dona de casa, mesmo a fazer as coisas que mais detestamos.
Permitiu-me voltar a sonhar e a ter objetivos.

E permitiu-me ser mais feliz. É verdade, essa palavra misteriosa que todos nós buscamos e por vezes tão abstrata.

Ainda tenho um longo caminho a percorrer mas agora sei onde quero chegar e sei que irei chegar lá.

Não passamos de repente para o outro lado da bolha sem passar por cima de todos os atritos que fizeram parte da nossa vida. Por vezes o caminho é sinuoso, é trabalhoso e doloroso. Mas é necessário fazermos esse caminho se quisermos ser efectivamente nós próprios e encontrarmos o nosso destino.

Quando finalmente começamos a ver o que está além da bolha, é uma sensação inexplicável em palavras. Diria que é como se tivéssemos o mundo dentro de nós. Como se nós fossemos o MUNDO. E incrivelmente não é nada assustador. É uma sensação de liberdade e de poder. E é ter consciência de tudo o que somos, tudo o que queremos ser e tudo o que pensam que somos.

É ter o MUNDO em nós! Sem medos, sem complicações. É sermos um conjunto de infinitas possibilidades. É poderoso.

E tu? Gostavas de mudar de vida? Ou melhor... Gostavas de mudar a TUA vida? Ou ainda melhor... Gostavas de encontrar o teu EU?


Sem comentários: